Soluço em bebês é normal? | Lillo

Soluço em bebês é normal?

Uma dúvida que aflige as mamães, principalmente as de primeira viagem, é se os soluços constantes são normais em seus bebês. Sim, é normal bebês bem novinhos soluçarem bastante. No primeiro mês de vida, o bebê tem soluço todo dia, e mais de uma vez por dia, assim como tinha dentro da barriga da mãe. Você provavelmente deve ter sentido seu filho soluçar antes mesmo dele nascer. No útero o soluço aparece como resultado de um treino que o bebê faz para respirar.

Mas, aqui fora, os soluços não têm nada a ver com a respiração. Não passa de uma contração involuntária do diafragma, uma espécie de cãibra desse músculo, que ainda é imaturo. Fique tranquila: seu filho não sente dor, nem incômodos. Se o soluço estiver interferindo nas atividades do dia-a-dia, como mamar ou dormir, se o bebê regurgitar muito, tossir demais e tiver crises de choro, procure o médico para demais esclarecimentos. Também comente com o pediatra caso os soluços estejam acontecendo com frequência depois de a criança ter 1 ano de idade, ou se forem incontroláveis.

Mas, não esqueça que eles são tão comuns que atingem cerca de 80% dos bebês e, de tão inofensivos, desaparecem tão repentinamente como chegaram sem precisar de qualquer tratamento. A tendência é que eles melhorem até os seis meses de idade.

Muitas vezes a posição da amamentação faz com que o bebê engula muito ar, possivelmente desencadeando soluços, por isso procure sempre posicioná-lo com a cabeça mais elevada. Após amamentar, espere que ele arrote. Isso não acontecerá obrigatoriamente, mas é importante deixar a criança na posição inclinada por us 10 ou 15 minutos. Dessa forma, evita-se também o refluxo. Aliás, bebês que têm refluxo gastroesofágico podem soluçar mais que os outros.

O desconforto pode ser causado quando o bebê está de barriguinha cheia, pela ingestão excessiva ou muito rápida dos alimentos, ou por mudanças de temperatura, principalmente quando o bebê tira a roupa para tomar banho ou trocá-la e o ambiente fica mais frio. Uma dica é trocar seu filho sempre em ambiente com temperatura agradável e sem correntes de ar.

No caso de crianças maiores, a dica é promover as refeições em ambiente tranquilo, para que elas não tenham pressa em comer. Ingerir líquidos durante as refeições pode distender o abdômen e causar o soluço, portanto, evite.

Para acabar com o soluço algumas mamães partem até para superstições, como colocar fitinhas vermelhas de lã na testa do bebê; outras dão água ou agasalham os filhos, sempre com a boa intenção de solucionar o problema. Mas, atenção: existem algumas soluções que podem ser aplicadas somente em adultos e crianças mais velhas, não com bebês. Ficar algum tempo sem respirar, tomar água com o nariz tampado, tomar um susto ou respirar num saco de papel são alguns exemplos do que não se deve fazer.

Por isso, sempre consulte o pediatra do seu filho, que é a pessoa mais indicada para te dar uma solução.


Voltar